quarta-feira, 31 de julho de 2019

IMAGENS QUE SUSCITAM SONS



IMAGENS QUE SUSCITAM SONS

Oi queridos professores de música. Quando trabalhamos com aquecimento vocal, nos corais, na sala de aula, uma boa e divertida sugestão é trabalhar com imagens que promovem sons. Depois de uma linda aula sobre sons ou num ensaio de canto coral podemos fazer um momento divertido. Basta mostrar a imagem e solicitar aos alunos pra fazerem um som vocal relacionado a figura. O professor pode demorar uns dez segundos em cada imagem.

Abaixo segue uma lista de sugestão de imagens que facilitarão o seu trabalho. Se tiverem mais sugestões escrevam em "comentários". Abraço em cada um.


AMBULÂNCIA

BODE

CAVALO

GUARDA DE TRÂNSITO

CACHORROS

COCÁ/ GALINHA       
D´ANGOLA/ CAPOTE

GALINHA

PATO

PÁSSARO

CAMPAINHA

  
TREM DE FERRO


         

quinta-feira, 4 de abril de 2019

ARTES LABORAIS - PLANO DE AULA


Olá, queridos professores de música que lecionam na Escola do estado. Devido a grande dificuldade de alguns colegas, que trabalham 60h, em elaborar o seu plano de aula, resolvi disponibilizar aqui no Blog algumas sugestões para ajudá-los. Eu sou professora do EJA, de Artes Laborais,no turno noturno. Por favor, deem sugestões e se houver erros, sinalize-os para que eu possa fazer as devidas correções. Obrigada. Abraço!

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO E CULTURA
SISTEMA EDUCACIONAL DE ENSINO
COLÉGIO ESTADUAL FERNANDO SPÍNOLA
Entidade mantenedora: Governo do estado da Bahia
Ato de criação – 7239 – DO de 24/11/93
CNPJ: 01.957.161/0001-30
Fone: 3422-3956
PROFESSORA: CLÁUDIA CAVALCANTE FONSECA
TURNO: NOTURNO

                                                            PLANO/ROTEIRO DE AULA


TEMA: TEORIA E PRÁTICA MUSICAL
ANO:
DISCIPLINA: MÚSICA
DATA:
AULA nº:


CONTEÚDO
MÚSICA - Conceituação
OBJETIVOS
_Refletir sobre o que é música para mim e sobre os conceitos de música do ponto de vista de outros autores;
_Discutir sobre solistas e bandas atuais e o respeito que devemos pelo trabalho de cada um não importando o estilo;
_ Discutir sobre a conscientização quanto à importância da música no ser humano;
_ Incentivar reflexão sobre tocar um instrumento, participar de um coral e ser um ouvinte de apresentações de orquestras e outras performances artísticas;


DESENVOLVIMENTO
Aula expositiva dialógica. Primeiramente os alunos serão provocados na seguinte questão: O que é música pra você? E todas as outras questões serão colocadas à medida que forem acabando as reflexões das anteriores.
MATERIAIS/
EQUIPAMENTOS
Quadro branco e caneta para quadro branco.
AVALIAÇÃO
Será realizada através da participação do aluno nas atividades propostas.
DURAÇÃO/TEMPO DE AULA
Duas aulas geminadas – 80 min.
OBSERVAÇÕES

REFERÊNCIAS
NOBRE, Jorge, Apostila de teoria musical, Secretaria Estadual da Cultura, Governo do estado do Ceará. 2008.
(acessado em 04-042019)

PRIOLLI, Maria Luisa de Mattos, Princípios básicos da música para a juventude, 1º Vol, 53ª Edição revista e atualizada, 2013.

sexta-feira, 22 de março de 2019


CORAL PENIEL
Regência: Cláudia Cavalcante Fonseca
Pianista: Taís Carvalho

O Coral Peniel faz parte da Igreja Batista Peniel. Foi fundado em 1979 pelo maestro Dr. Manoel Augusto Figueira.





MEU DEUS VENCE BATALHAS

Meu Deus vence batalhas
Meu Deus quebra muralhas
E quando eu estou a fraquejar,
Suas mãos estão a me sustentar

Meu Deus é muito forte
O seu nome é Emanuel
E quando tudo parece mal,
A vitória eu sei que ele me dará.

Clamei-o na angústia
E ouviu o meu clamor
Meu Deus está comigo,
Não temo o perigo,
Ele é o meu Salvador.
Não se compara a prata,
Nem se compara ao ouro,
Jesus é o meu tesouro,
Com ele vou vencer.

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

INTERVALOS de segunda M e m



INTERVALOS de 2ª M e m


Um intervalo pode ser qualificado numericamente, se é uma 2ª, 3ª, etc.

Um intervalo pode ser qualificado qualitativamente, se é maior ou menor.

Uma 2ª M é o mesmo que o intervalo de 1 tom.

Uma 2ª m é o mesmo que o intervalo de um semitom ou meio tom.


              Trabalho com os meus alunos a audição das 2ªs. É muito mais interessante eles identificarem o som desses intervalos primeiramente pra depois teorizá-los.
          Nada como o início de canções que conhecemos para fazer esse estudo como no exemplo abaixo:

CANÇÕES cuja melodia começa com 2ªs maiores:

ASA BRANCA
AMOR I LOVE YOU
NOITE FELIZ
AQUARELA DO BRASIL
CIO DA TERRA - tres notas repetidas depois vem a 2ª M
OH SUZANA
TORNA A SURRIENTO
OH, MINAS GERAIS
O SOLE MIO
CORRENTEZA
SABIÁ - tres notas repetidas depois vem a 2ª M
ÍNDIA
NOS BAILES DA VIDA 
CORAÇÃO DE ESTUDANTE
A FLOR E O ESPINHO

          A lista de canções acima é muito maior. Seus alunos irão trazer listas maravilhosas que você poderá cantar cada trecho inicial com eles. A partir dessas canções a internalização da 2ª é muito rápida.

          Nessas canções temos 2ªs maiores descendentes e ascendentes que é outro tipo de exercício que pode ser realizado, pedir aos seus alunos para depois de encontrarem as canções, separarem as descendentes das ascendentes. Por exemplo: Coração de estudante: Quero falar de uma coisa... começa com um intervalo de 2ª M descendente assim como Sabiá, A flor e o espinho e O Sole mio.

          Estudar intervalos é uma delícia desde que seja uma vivência cheia de novidades até levarmos os nossos alunos a parte teórica. Quando partimos da teoria para a prática poderemos promover uma aula enfadonha e não atingirmos os nossos objetivos.

            Os alunos vão amar fazer essa atividade com as canções e depois agrupá-los pela ascendência e descendência do som.

         O professor com o seu instrumento pode tocar e perguntar se o intervalo é M ou m e se foi descendente ou ascendente. Pode ser feito um ditado melódico para observar se o aluno internalizou os sons.

          Joguinhos podem ser criados pelo professor até perceber que o seu aluno já sabe diferenciar o som desses intervalos.

          Após todas essas atividades podemos falar que uma 2ª M é o mesmo que 1 tom. Informação que fará mais sentido quando esse intervalo já estiver no ouvido do seu aluno.


CANÇÕES cuja melodia começa com 2ªs menores:

FASCINAÇÃO
CARNEIRINHO CARNEIRÃO
POUR ELISE
MEU LIMÃO, MEU LIMOEIRO
HINO A BANDEIRA
É PRECISO SABER VIVER
BIQUINE DE BOLINHA AMARELINHA
ESTÚPIDO CUPIDO
CAVALGADA


Vamos aumentar essas listas? Contribua! Comente!

Querido colega professor de música espero ter contribuído com as suas aulas. Abraço!


                                                                                      Cláudia Cavalcante Fonseca





domingo, 31 de dezembro de 2017

LOUVOR



                                                       LOUVOR   Imagem relacionada
                                                                 Salmos 100


O QUE É O LOUVOR?

a) É elogio; é exaltação (Sl.99:05); é bendizer; é glorificação.
    Glória significa esplendor, prestígio, brilho, magnificência)

b) Em todas as titudes de louvor descritas nesses vocábulos hebraicos o principal eram os motivos profundos do coração com os quais se realizavam as ações de louvor.

c)Palavras de A.T. traduzidas por louvor:

HALAL - Produzir um som claro; Celebração; Elogio.

HILLUWI: Celebração de ações de graças ao fim da colheita com alegria.

TEHILLAH - Celebração com canto.

SHABACH - Gritar com alta voz; Um grito de triunfo.

ZAMAR - Dedilhar ou tocar as cordas.

YADAH - Expressar uma confissão de agradecimento; Transmite a ideia de "estender" as mãos em direção a Deus.

TOWDAH - Significa "estender" as mãos em adoração e ações de graças.

BARAK - Ajoelhar-se em adoração.


                        LOUVAR É MINISTRAR O CORAÇÃO DE DEUS!
                             

                         
                       À medida que ministramos a Deus somos ministrados por Ele!

Obs.: O louvor e a adoração são em princípio, uma resposta do interior do coração à revelação de Deus e de sua grandeza.

QUEM É DIGNO DE LOUVOR?

Deus é digno - II Samuel 22: 04
Cristo é digno - Apocalípise 05:12

POR QUE LOUVAR A DEUS?

Deus habita entre os louvores (Sl: 22.03)

Por sua magestade (Sl. 96: 01 e 06)

Por sua glória (Sl. 138:05)

Por sua excelência (Jo. 12:13)

Por sua santidade (Is. 06:03)

Por sua sabedoria (Jó. 25)

Por sua misericórdia (Sl. 136:26)

Por seus benefícios (Sl.103:02)

Pelos seus feitos e sua grandeza (150:02)

Por causa de seu nome (Sl. 148:13) (Sl.99:03)

Por causa de sua bondade, fidelidade e misericórdia. (Sl. 100:05)

QUEM DEVE LOUVAR A DEUS?

Anjos, homens, toda a criação. (Sl. 148 e 96)

QUANDO LOUVAR A DEUS?

Em todo o tempo (Sl. 34:01)
Continuamente (Sl 34)
Durante o existir (Sl. 146:02)

Obs. Louvor não é uma agitação de um momento mas, uma atitude permanente de espírito.

_Louva-se no silêncio do nosso espírito;
_No barulho ou no silêncio do nosso canto;
_Na explosão fos aplausos pelos feitos de Deus;
_No curvar-se e ajoelhar-se reverentemente;
_No erguer das mãos em direção ao céu que é o trono de Deus.

        COM QUE LOUVAR A DEUS?

_Com a voz (Cantando e falando = salmodiando) (Ef.0519 e Sl. 105:02)
_Com instrumentos (Sl. 150:04)
_Com palmas (Sl.47)
_Com danças como Davi e Miriã. (I Cr.15:29) e (II Sm. 6: 16 a 22) (Ex. 15:20)
_Com mãos erguidas (Sl.134:02)
_Com risos (Sl.126:02) (Jó 08. 20 e 21)

                                                            ONDE LOUVAR A DEUS?

_No santuário  (Sl. 150:01)
_No firmamento
_No leito (Sl 149:05)
_Na assembleia dos santos (Sl.149:1b)

            DEUS É LOUVADO:

a)Do alto dos céus (Sl.148:01)
   _Anjos e legiões celestes
   _Astros e águas

b)Da terra (Sl. 148:07) 

Obs.: O louvor traz vitória e libertação

Rei Josafá (II cr. 20: 01 a 04 e 12 a 30)

Analisando os termos hebraicos sobre o louvor observamos que:

a) Há expressões físicas: ajoelhar-se. aplaudir, curvar-se, erguer mãos... É o nosso corpo quem expressa as atitudes de louvor que brotam do nosso espírito e se expressam para o corpo através da nossa mente.

b) Há som vocal e som instrumental bem executados com cantos e brados de vitória.

c) Há uma liberação emocional com gozo, alegria, lágrimas, regozijo e entusiasmo.

Obs.: O louvor é uma atitude espiritual que se faz acompanhar de liberações emocionais.

Expressões bíblicas de louvor requerem liberação emocional positiva e controlada (Sl 103:01)

As expressões emocionais humanas precisam ter expressão; Foi Deus quem nos deu emoções, foi Ele quem nos fez seres emocionais.Louvar a Deus é a maneira mais saudável de liberarmos nossas emoções.

d) Hé uma atitude de reverência.

_Reverenciar é honrar e respeitar alguém apropriadamente;
_Louvar é sempre uma expressão de reverência a Deus;
_Não deixar que as ações de louvor sejam expressas como esperamos. Devemos evitar que se transformem em simples atitudes da carne.

                     O LOUVOR COMO PARTE DO CULTO QUE PRESTAMOS A DEUS

_O louvor prepara o nosso espírito e nossa alma para a comunhão e para a ministração de Deus a nós.
_A escassez de louvor em forma de canto e em oração é patente em nosso culto.

Podemos louvar a Deus com voz de vitória e com alegria no coração.

POSSÍVEIS BARREIRAS AO LOUVOR

PECADO - Nos separa de Deus, nos inibe na presença de Deus e gera vazamentos. (Sl.66:18) (Is..59:02)

Como vencer esta barreira? Confessando o pecado e restaurando o relacionamento com Deus. (I Jo. 01:09)

CONDENAÇÃO - Há pessoas que confessam o pecado a Deus e Ele os perdoam mas, as pessoas não se perdoam.

Como vencer a condenação?

OLHAR PARA JESUS (Hb. 12.02)

_Desviar os pensamentos e a atenção de nós mesmos.
_Olhando para Jesus, pensamos N'Ele e sentimos o desejo de louvá-lo.

MUNDANISMO

É tudo que esfria a minha afeição para com o meu Deus. Devemos ter em nossos corações o desejo de agradar a Deus.

TRADIÇÃO RELIGIOSA

As pessoas muito presa às tradições, geralmente tem um conceito errado de Deus. Tem em mente um Deus tirano e castigador.

ORGULHO

Preocupação com a auto imagem. (As pessoas vão me ver levantando as mãos, etc.)

Consequências:(Pv.11:02), (Pv 16:18)
Origem do orgulho: (I Jo 02:16) Provém do maligno.

Atitude a tomar: (I Jo 01: 09) Confissão de pecado
                           ( Tg 04: 61 e 10) tomar atitude oposta, se humilhar...

OPRESSÃO

Cura (Tg 04:07), (Sl 34: 01 a 09)

Que possamos extirpar essas possíveis barreiras e louvar ao Senhor!

CONCLUSÃO

A presença de Deus nos traz júbilo. ( I Sm 04:05)
O louvor permite que a glória da Senhor encha o templo (II Cr 05: 13 e 14).





Resultado de imagem para louvor imagem














sexta-feira, 26 de maio de 2017

AGENDA UFBA - maio e junho - 2017




Boletim semanal: 22/05/2017
ARTES
28 de março de 2017 a 21 de junho de 2017

Exposição de Esculturas de Metais - Maré Alta

9 de maio de 2017 a 25 de maio de 2017

365 LUAS

15 de maio de 2017 a 16 de junho de 2017

Curso de extensão "Fazendo Arte": inscrições abertas

Leia mais
EVENTOS
13 de fevereiro de 2017 a 31 de maio de 2017

Exposição Ninho das Cobras - 30 anos do NOAP

1 de abril de 2017 a 9 de junho de 2017

AAI/UFBA SELECIONA ESTUDANTES PARA PROGRAMA DE BOLSA-AUXÍLIO SANTANDER UNIVERSIDADES 2017

8 de maio de 2017 a 23 de maio de 2017

Edufba promove Feira Itinerante no volta às aulas da UFBA

9 de maio de 2017 a 25 de maio de 2017

365 LUAS

15 de maio de 2017 a 30 de maio de 2017

Prorrogada submissão de trabalhos para o XIII Enecult

Leia mais
Para incluir um evento entre em contato com o representante de sua Unidade ou envie a informação para o e-mail imprensa@ufba.br
UFBA - Universidade Federal da Bahia
Portal UFBA - Sítios da UFBA - Contatos 
Notícias sobre a UFBA?
Visite também o UFBA em Pauta.

XIII ENECULT


Prorrogada submissão de trabalhos para o XIII Enecult
Envio online de artigos completos poderá ocorrer até o dia 30 de maio
Interessados em participar do XIII Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura – XIII Enecult terão até o dia 30 de maio para submeter trabalhos ao evento. A comissão científica decidiu pela ampliação do prazo em virtude dos inúmeros pedidos recebidos nos últimos dias. Serão aceitos artigos individuais ou em co-autoria, a partir do envio do texto completo via site http://www.enecult.ufba.br. Devido à prorrogação, o calendário referente à avaliação e seleção de trabalhos também poderá sofrer alterações.

O Enecult é, atualmente, o maior evento internacional de pesquisas em cultura do Brasil. As atividades, que incluem simpósios, minicursos, relatos de experiência, apresentação de trabalhos e lançamento de livros, ocorrem nos dias 12 a 15 de setembro de 2017, no Salão Nobre da Reitoria da UFBA e no PAF III, no Campus de Ondina, em Salvador – Bahia. Mais informações no site do evento www.cult.ufba.br/enecult, ou pelo e-mail enecult@ufba.br e telefone (71) 3283-6198.Imagem inline 1